A FELICIDADE DE AMAR É CONTEMPLAR A NATUREZA E SENTIR AS VIBRAÇÕES DA FORÇA CRIADORA QUE SE ESPALHA PELO UNIVERSO INFINITO, QUE EM UNIÃO COM A MATÉRIA CÓSMICA POSSIBILITA QUE A EVOLUÇÃO SEJA O PRINCÍPIO FUNDAMENTAL DO UNIVERSO.

- COMPARTILHE A FELICIDADE -

Sexo e espírito - Por Olga Brandão de Almeida

Atualmente, o modo por que vem sendo encarada a sexualidade se reflete no desequilíbrio social. 

A vida humana, algo elevada, não pode reduzir-se à satisfação dos instintos, não pode ter como testemunho álcool, fumo e excesso de divertimentos. Voluntariamente vigiado, o instinto sexual perde violência.

Sexo é criação, que tem por finalidade o entrelaçamento de dois mundos: material e espiritual.

A prova disso são os distúrbios causados pela sexualidade que não se prenda a sentimentos elevados.

É falsa toda filosofia que não revela no casamento um único objetivo: união de corpo e alma.

A vida sexual subordinada à consciência esclarecida é que distingue o ser humano da fera. A procura dos baixos prazeres sexuais perturba a existência.

Somente perdura a união conjugal, quando, no amor, se enquadram as características do sexo: o homem, assumindo a responsabilidade de poder, energia e segurança; a mulher, recebendo a necessária proteção para expandir-se na maternidade.

Tão íntima é a relação entre corpo e espírito, que quando o sexo não se define há desvios psíquicos que afastam o indivíduo da vida normal.

A liberdade excessiva que masculiniza a mulher, que a conduz à vida primitiva, reflete-se na sociedade, é o ponto de neurose contemporânea.

Sucumbiu a Grécia antiga, quando as jovens se confundiram com os rapazes, havendo, portanto, uma espécie de intersexualidade.

É doloroso assistir ao triste espetáculo das moças namorando durante altas horas da noite, pelas ruas ou dentro dos automóveis, numa ostentação de impudor e desamparo.

Embora a lei, muitas vezes, não possa agir preventivamente em crimes dessa natureza, está sempre à espera para intervir na consumação do fato. Mas é difícil resolver tal problema social, porque existe na sociedade a classe de criminosos seguros de impunidade — certos pais.

Atualmente o mal se agrava: o homem explora as paixões sexuais, excitando as fraquezas da mulher, que se perverte voluntariamente sem consciência da queda.

Urge que a mulher não se afaste da realidade da vida, respirando uma atmosfera artificial de luxo e divertimentos, de vaidades e vícios; que esteja sempre vigilante às tentações malsãs deste mundo para não se deixar levar pelas insuficiências.

O destino do mundo depende do conceito da vida que a mulher lhe confere.

Esposa ou mãe, tornando-se leviana e fútil, desagregará forçosamente a sociedade. Os filhos serão o que foram suas mães.

É necessário que a família atualize os princípios testemunhos da vida (amor, trabalho, responsabilidade) e encerre a matrícula na Escola da Rua que tanto a prejudica.

Uma aptidão, um temperamento são transmitidos: os filhos recebem dos ascendentes herança material, moral e fisiológica.

A hereditariedade é capaz de transmitir ao filho, sem distinção de sexo, taras e privilégios com os quais o herdeiro se prejudica ou se beneficia. Para isso possui livre arbítrio e vontade.

A inclusão de características femininas no homem, e vice-versa, depende da hereditariedade, dos erros de educação, da influência do meio social e profissional.

A educação que se firma em mimos exagerados e excessivos cuidados distorce os atributos do sexo: o homem perde as funções naturais de iniciativa, luta moral e intelectual; a mulher não se adapta ao casamento, por tornar-se intransigente ou flor de estufa.

Uma filha, ao herdar a energia do pai, pode masculinizar-se ou utilizá-la na boa direção da família, unindo-a ao grande poder intuitivo que lhe é inato.

Importa, desde cedo, estabelecer relações normais entre meninos e meninas, pois separar rigidamente os sexos é tão prejudicial quanto lhes dar educações idênticas numa completa promiscuidade.

As relações entre os sexos têm que conservar o equilíbrio de sempre. Embora a vida humana encerre uma série de transformações, há muita coisa que deve ser perene. Pretender masculinizar a mulher e afeminar o homem é visar seres assexuados.

O que se impõe é agir no sentido de valorizar as qualidades de cada sexo, corrigir as insuficiências e desvios num salutar convívio que compense e equilibre.

O homem e a mulher, sendo dois elementos opostos, se completam numa unidade.

Sexo e espírito
Por Olga Brandão de Almeida

Fonte:

Poderá gostar de conhecer:
MENSAGEM ENVIADA PELO SR. ANTÃO DA LUZ:

Olá Querida Companheira,

Foi com muita satisfação que tomamos conhecimento do seu novo trabalho literário.

Estes três dias em casa não foram suficientes para pormos em dia os afazeres em atrazo.

Por ora apenas tivemos tempo para passar uma ligeira vista d'olhos e gostamos da apresentação. Mas as referências das nossas Fátima Almeida e Aidinha sobre seu novo blogue nos fizeram antecipar estas duas linhas para lhe demonstrar todo o nosso agrado.

Como sabe nunca nos esquivamos a incentivar a todos os companheiros na nossa Filial a que estudassem não só as nossas obras mas também lessem obras de autores sérios e que quem isso fizesse muito estaria a lucrar e o trabalho produzido, no caso dos médiuns, seria mais proveitoso em todos os sentidos.

Há muito que notamos, com muita alegria, todo o interesse que a D. Arminda vinha dispensando ao estudo, de maneira geral.

O resultado do seu empenho está à vista de quem quiser ver.

Identificamos, no nosso Centro, militantes a quem pessoalmente falamos das suas possibilidades, com a intenção de os entusiasmar a fazer qualquer coisa de positivo, mas faltou-lhes coragem e, como se diz, dos fracos não reza a história. Preferem a imobilidade e não imaginam o quanto essa sua passividade lhes transtorna, pois, quem sabe usar da pena e não a usa para dizer aos seus concidadãos o que sabe ser a VERDADE, é um mau patriota e está cometendo o crime de omissão. Mais ou menos isso foi dito pelo grande amigo do nosso Mestre Luiz de Mattos, o filólogo e escritor brasileiro, Júlio Ribeiro.

Bem, não percamos tempo com os apáticos e falemos de nós!

Como sabe a Companheira, a nossa Filial já compilou oito volumes, nos quais vem anotado tudo quanto de essencial se passa não só na nossa Casa, mas em todo o universo racionalista cristão.

A intenção não é outra senão deixarmos algo para os pósteros, isto é, para aqueles a quem teremos que entregar o bastão. Algo que espelhe o nosso esforço, a nossa luta e que seja o alicerce, os pilares, para a renovação em que inevitavelmente, terão que se empenhar.

Não seria do nosso agrado que da Filial apenas a Aidinha e eu contribuíssemos para dar conteúdo a essa obra.

Podemos afirmar que a Companheira e amiga D. Arminda está dando um precioso contributo.

Continue, pois, está provando ter cabedal para o empreendimento a que se propor levar a cabo.
Nossas Felicitações,
Antão da Luz

http://seixal.racionalismocristao.org/index.html

♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
MENSAGEM ENVIADA PELA FILHA ALICE BARROS E PELA NETINHA CAROLINA:

Querida mãe e avó "Mimi",

Ficamos muito felizes pelo teu novo blog.

E é com muito orgulho que vemos a tua dedicação, o teu amor, a tua felicidade e a tua experiência que tens para connosco, transformada nestas belas palavras, neste belo sentimento de pleno AMOR!

Amamos-te muito MÃE E AVÓ.
Alice Barros e Corolina



♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
MENSAGEM ENVIADA POR ANA PAULA OLIVEIRA:
Olá Querida Arminda

Os meus parabéns pelo seu novo Blog, está muito bonito!

Feliz ano 2011 para si e para os seus.

Com um abraço amigo

Ana Paula Oliveira
Portugal – Porto
http://viverplenitude.blogspot.com/
♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
MENSAGEM ENVIADA PELA SRª AIDA LUZ:

Querida Arminda,

Dou-lhe meus sinceros parabéns, pela harmonia com que está feito seu Blogue, pelo conteúdo e especialmente pela sua força que, após concluir um, não ficou parada e arranjou coragem para enfrentar novo desafio.

Afinal, se às vezes parece frágil, pelo contrário, acaba de demonstrar uma grande força interior e isso é muito bom.

Continúe amiga, mulheres assim não se encontram a todo o instante.

Que 2011 seja um ano pleno de realizações, saúde, paz e harmonia para si e toda a sua família.

Fiz uma rápida visita e gostei, mas não pude ler tudo, como deve imaginar. Até porque para se apreciar a obra, há que lê-la com atenção e cuidado e isso requer tempo. Logo que o fizer lhe darei a minha opinião.

Aproveito para agradecer a deferência em colocar meu Link na sua obra.

Um especial abraço e beijinhos.
Aidinha
http://caminhosdavidaaidaluz.blogspot.com/
♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
MENSAGEM ENVIADA POR MARIA DE FÁTIMA ALMEIDA:

Querida Amiga e Companheira de lutas,

Que FELICIDADE ao abrir estas "páginas", as páginas da Vida onde durante todo o ano trocamos e partilhamos nossas Amizade, a ti, dou-te com forte emoção os mais sinceros PARABÉNS por teu lindo blogue, pela tua capacidade de AMARES sem nada pedires em troca.

A Beleza de tua alma, de teu sentir, sempre me tocou tão profundamente, que com muita honra me apelidas de irmã. A privilegiada sou eu, a honra é toda minha.

Pelo teu maravilhoso trabalho, pela estudiosa e aluna aplicada que és, dás-me também a honra de colocares http://Exemplos-de-Vida.blogspot.com/ em teu belo trabalho.

FELICIDADES minha irmãzinha de tua irmã e nossa Mãezinha.

Feliz Ano Novo para ti e tua Família.

Feliz Ano Novo a todos os nossos Amigos companheiros de Vida.

Vossa Fátima (vovoh Fatinha)
http://exemplos-de-vida.blogspot.com/
♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥