A FELICIDADE DE AMAR É CONTEMPLAR A NATUREZA E SENTIR AS VIBRAÇÕES DA FORÇA CRIADORA QUE SE ESPALHA PELO UNIVERSO INFINITO, QUE EM UNIÃO COM A MATÉRIA CÓSMICA POSSIBILITA QUE A EVOLUÇÃO SEJA O PRINCÍPIO FUNDAMENTAL DO UNIVERSO.

- COMPARTILHE A FELICIDADE -

VOLTANDO AOS POUCOS!


Uma jovem nuvem nasceu no meio de uma grande tempestade no Mar Mediterrâneo. Mas nem sequer teve tempo de crescer ali; um vento forte empurrou todas as nuvens em direção a África.

Mas ao chegar ao continente, o clima mudou: um sol generoso brilhava no céu, e lá em baixo estendia-se a areia dourado do deserto do Sahara.

Entretanto, assim como acontece com os jovens humanos, também a jovem nuvem resolveu desagarrar-se dos seus pais e amigos mais velhos para conhecer o mundo.

- O que é que está a fazer? - reclamou o vento. - O deserto é todo igual! Volte para a formação, e vamos até ao centro de África, onde existem montanhas e árvores deslumbrantes!

Mas a jovem nuvem, rebelde por natureza, não obedeceu; depois de muito passear, reparou que uma das dunas lhe sorria. Viu que também ela era jovem, recém-formada pelo vento que acabara de passar. Na mesma hora, apaixonou-se pela sua cabeleira dourada.

- Bom dia - disse. - Como é viver aí em baixo?

- Tenho a companhia das outras dunas, do sol, do vento, e das caravanas que de vez em

quando passam por aqui. Às vezes faz muito calor mas dá para aguentar. E como é viver aí em cima?

- Também existe o vento e o sol, mas a vantagem é que posso passear pelo céu e conhecer muita coisa.

- Para mim a vida é curta - disse a duna. - Quando o vento retornar das florestas irei desaparecer.

- E isso entristece-a?

- Dá-me a impressão de que não sirvo para nada.

- Eu também sinto o mesmo. Assim que um novo vento passar, irei para sul e transformar-me-ei em chuva; entretanto, esse é o meu destino.
A duna hesitou um pouco, mas acabou por dizer:

- Sabe que, aqui no deserto, nós chamamos à chuva Paraíso? Já ouvi várias lendas contadas por velhas dunas. Elas dizem que, após a chuva, nós ficamos cobertas de ervas e flores. Mas eu nunca saberei o que é isso, porque no deserto chove muito raramente.

- Se quiser eu posso cobri-la de chuva. Embora tenha acabado de chegar, estou apaixonada por si e gostaria de ficar aqui para sempre.

- Quando a vi pela primeira vez no céu, também me enamorei - disse a duna. - Mas se você transformar a sua linda cabeleira branca em chuva, acabará por morrer.

- O amor nunca morre - disse a nuvem. - Ele transforma-se; e eu quero mostrar-lhe o Paraíso.

E começou a acariciar a duna com pequenas gotas; assim permaneceram juntas por muito tempo, até que um arco-íris apareceu.

No dia seguinte, a pequena duna estava coberta de flores. Outras nuvens que passavam em direcção a África achavam que ali estava parte da floresta que buscavam, e despejavam mais chuva. Vinte anos depois, a duna tinha-se transformado num oásis, que refrescava os viajantes com a sombra das suas árvores.
Autor: desconhecido 
  
MENSAGEM ENVIADA PELO SR. ANTÃO DA LUZ:

Olá Querida Companheira,

Foi com muita satisfação que tomamos conhecimento do seu novo trabalho literário.

Estes três dias em casa não foram suficientes para pormos em dia os afazeres em atrazo.

Por ora apenas tivemos tempo para passar uma ligeira vista d'olhos e gostamos da apresentação. Mas as referências das nossas Fátima Almeida e Aidinha sobre seu novo blogue nos fizeram antecipar estas duas linhas para lhe demonstrar todo o nosso agrado.

Como sabe nunca nos esquivamos a incentivar a todos os companheiros na nossa Filial a que estudassem não só as nossas obras mas também lessem obras de autores sérios e que quem isso fizesse muito estaria a lucrar e o trabalho produzido, no caso dos médiuns, seria mais proveitoso em todos os sentidos.

Há muito que notamos, com muita alegria, todo o interesse que a D. Arminda vinha dispensando ao estudo, de maneira geral.

O resultado do seu empenho está à vista de quem quiser ver.

Identificamos, no nosso Centro, militantes a quem pessoalmente falamos das suas possibilidades, com a intenção de os entusiasmar a fazer qualquer coisa de positivo, mas faltou-lhes coragem e, como se diz, dos fracos não reza a história. Preferem a imobilidade e não imaginam o quanto essa sua passividade lhes transtorna, pois, quem sabe usar da pena e não a usa para dizer aos seus concidadãos o que sabe ser a VERDADE, é um mau patriota e está cometendo o crime de omissão. Mais ou menos isso foi dito pelo grande amigo do nosso Mestre Luiz de Mattos, o filólogo e escritor brasileiro, Júlio Ribeiro.

Bem, não percamos tempo com os apáticos e falemos de nós!

Como sabe a Companheira, a nossa Filial já compilou oito volumes, nos quais vem anotado tudo quanto de essencial se passa não só na nossa Casa, mas em todo o universo racionalista cristão.

A intenção não é outra senão deixarmos algo para os pósteros, isto é, para aqueles a quem teremos que entregar o bastão. Algo que espelhe o nosso esforço, a nossa luta e que seja o alicerce, os pilares, para a renovação em que inevitavelmente, terão que se empenhar.

Não seria do nosso agrado que da Filial apenas a Aidinha e eu contribuíssemos para dar conteúdo a essa obra.

Podemos afirmar que a Companheira e amiga D. Arminda está dando um precioso contributo.

Continue, pois, está provando ter cabedal para o empreendimento a que se propor levar a cabo.
Nossas Felicitações,
Antão da Luz

http://seixal.racionalismocristao.org/index.html

♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
MENSAGEM ENVIADA PELA FILHA ALICE BARROS E PELA NETINHA CAROLINA:

Querida mãe e avó "Mimi",

Ficamos muito felizes pelo teu novo blog.

E é com muito orgulho que vemos a tua dedicação, o teu amor, a tua felicidade e a tua experiência que tens para connosco, transformada nestas belas palavras, neste belo sentimento de pleno AMOR!

Amamos-te muito MÃE E AVÓ.
Alice Barros e Corolina



♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
MENSAGEM ENVIADA POR ANA PAULA OLIVEIRA:
Olá Querida Arminda

Os meus parabéns pelo seu novo Blog, está muito bonito!

Feliz ano 2011 para si e para os seus.

Com um abraço amigo

Ana Paula Oliveira
Portugal – Porto
http://viverplenitude.blogspot.com/
♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
MENSAGEM ENVIADA PELA SRª AIDA LUZ:

Querida Arminda,

Dou-lhe meus sinceros parabéns, pela harmonia com que está feito seu Blogue, pelo conteúdo e especialmente pela sua força que, após concluir um, não ficou parada e arranjou coragem para enfrentar novo desafio.

Afinal, se às vezes parece frágil, pelo contrário, acaba de demonstrar uma grande força interior e isso é muito bom.

Continúe amiga, mulheres assim não se encontram a todo o instante.

Que 2011 seja um ano pleno de realizações, saúde, paz e harmonia para si e toda a sua família.

Fiz uma rápida visita e gostei, mas não pude ler tudo, como deve imaginar. Até porque para se apreciar a obra, há que lê-la com atenção e cuidado e isso requer tempo. Logo que o fizer lhe darei a minha opinião.

Aproveito para agradecer a deferência em colocar meu Link na sua obra.

Um especial abraço e beijinhos.
Aidinha
http://caminhosdavidaaidaluz.blogspot.com/
♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
MENSAGEM ENVIADA POR MARIA DE FÁTIMA ALMEIDA:

Querida Amiga e Companheira de lutas,

Que FELICIDADE ao abrir estas "páginas", as páginas da Vida onde durante todo o ano trocamos e partilhamos nossas Amizade, a ti, dou-te com forte emoção os mais sinceros PARABÉNS por teu lindo blogue, pela tua capacidade de AMARES sem nada pedires em troca.

A Beleza de tua alma, de teu sentir, sempre me tocou tão profundamente, que com muita honra me apelidas de irmã. A privilegiada sou eu, a honra é toda minha.

Pelo teu maravilhoso trabalho, pela estudiosa e aluna aplicada que és, dás-me também a honra de colocares http://Exemplos-de-Vida.blogspot.com/ em teu belo trabalho.

FELICIDADES minha irmãzinha de tua irmã e nossa Mãezinha.

Feliz Ano Novo para ti e tua Família.

Feliz Ano Novo a todos os nossos Amigos companheiros de Vida.

Vossa Fátima (vovoh Fatinha)
http://exemplos-de-vida.blogspot.com/
♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥